Colírios

Para que serve o colírio Fenilefrina?

A fenilefrina é um medicamento que, quando utilizado na forma de colírio, promove a midríase, que é a dilatação da pupila. É muito utilizado nas uveítes, em cirurgias, na refração que não necessita da cicloplegia, na oftalmocospia, em diversos procedimentos diagnósticos e na prevenção de cistos causados por mióticos, que são medicamentos que promovem a contração da pupila.

Quando se utiliza a fenilefrina na concentração de 10%, a dilatação da pupila ocorre após cerca de 20 minutos e prolonga-se por 3 a 6 horas.

O colírio deve ser utilizado da seguinte forma: aplica-se 1 ou 2 gotas, de 1 a 3 vezes por dia, ou de acordo com o critério médico. Como há grande absorção pelo canal lacrimal, é importante comprimi-lo por alguns minutos.

É importante saber que:

  • A fenilefrina possui um considerável efeito sistêmico, tendo sido relatado o aumento da pressão arterial em pacientes susceptíveis. Desse modo, ela deve ser usada com cautela em pacientes com hipertensão severa;
  • O uso da fenilefrina também é contraindicado em pacientes com arteriosclerose avançada e diabetes mellitus. Em pacientes com glaucoma, o risco-benefício deverá ser avaliado;
  • Foram relatados também episódios de batimentos cardíacos acelerados e irregulares, palpitações, aumento da sudorese, cefaleia, sensibilidade à luz e lacrimejamento;
  • Quando se utiliza a fenilefrina concomitantemente ou até 21 dias após uso de medicamentos inibidores da enzima monoamina oxidase, deve-se fazer um ajuste da dose, pois os efeitos adrenérgicos podem ser intensificados. Esses efeitos também podem ser potencializados pelo uso de medicamentos antidepressivos tricíclicos;
  • Pacientes que utilizam lentes de contato hidrofílicas ou gelatinosas devem retirá-las antes da aplicação do colírio, recolocando-as apenas 15 minutos após sua administração.

Por: Santusa Pereira Santana

Farmacêutica
Membro e Fundadora do Grupo de Farmacêuticos Atuantes em Oftalmologia de Minas Gerais

Especialista em Engajamento de Profissionais e Pacientes para o Uso Correto de Medicamentos e Cuidados Coordenados (Redes de Atenção) em Saúde