Tecnólogos Oftálmicos e Ortoptistas

Tonometria Pneumática (sopro)

– Sem ou com dilatação

– Sem contato

– medida da PIO (Pressão Intra Ocular)

DESCRIÇÃO:

Medida automática aproximada da pressão interna do globo ocular.

ORIENTAÇÃO AO PACIENTE:

Explicar que o aparelho emite um sopro e faz um pequeno ruído. Orientar para que não assuste e mantenha o posicionamento da cabeça e dos olhos.

POSSÍVEIS ARTEFATOS DURANTE O EXAME:

Desconforto com o “sopro” nos olhos; Abertura palpebral inadequada;

Posicionamento errado de cabeça no equipamento; Fixação inadequada.

ENTENDENDO O EXAME:

É um método muito utilizado para medida aproximada da pressão do globo ocular sem contato com a superfície da córnea.
A tonometria de sopro utiliza emissão  de um “jato” de ar  sobre a córnea com “intensidade/força” progressiva até conseguir aplanamento da curvatura.  No momento que é alcançado o aplanamento da curvatura da córnea, a “intensidade/força” do “jato” de ar é gravada e convertida em mmHg, estimando a PIO.
Pode fornecer valores um pouco maiores que o Tonômetro de Goldman (contato) e é utilizada em quase todos os indivíduos, adultos, idosos e até crianças pequenas podem realizar o exame se houver colaboração.

É importante para diagnóstico e controle do glaucoma (Giampani, 1999).


Autores:

Carla R. S. Santos
Tecnóloga Oftálmica – UNIFESP – 2010
Mestre em Ciências Visuais – UNIFESP – 2016
Coordenadora – Instituto Verter – 2017

Rodrigo G. Viana
Tecnólogo Oftálmico – UNIFESP – 2000
MBA na prática oftalmológica – Instituto da Visão – 2004
Gestor – Instituto Verter – 2005
Diretor clínico Fundação Special Olympics Brasil – 2009