Tecnólogos Oftálmicos e Ortoptistas

Ceratometria ou Topografia Computadorizada de Córnea ou Ceratoscopia Computadorizada da Córnea

– De preferência, sem dilatação.

– Sem contato

DURAÇÃO: 5 min

DESCRIÇÃO: Realiza o mapeamento topográfico através de projeções de anéis luminosos na córnea.

ORIENTAÇÃO AO PACIENTE: Antes do exame: 2 a 7 dias sem lentes de contato (dependendo do tipo das lentes e orientação médica).

POSSÍVEIS ARTEFATOS DURANTE O EXAME:

Abertura palpebral inadequada; Posicionamento dos cílios; Alterações do filme lacrimal; Posicionamento de cabeça (sombra do nariz); Fixação inadequada. Incomodo e dificuldade de fixação pós dilatação da pupila.

ENTENDENDO O EXAME:

A topografia é a medida da curvatura da face anterior da córnea através da reflexão de múltiplos anéis concêntricos de luz os anéis de Plácido.

É um exame importante na avaliação da córnea, principalmente com relação à curvatura, acompanhamento de patologias como o ceratocone e planejamento cirúrgico de pterígio, catarata e cirurgia refrativa.

O exame baseia-se na análise da reflexão dos anéis de Plácido projetados na superfície da córnea do indivíduo examinado, onde é analisada a distância entre os anéis de Plácido refletidos e esta informação é transformada em dioptrias pelo programa do equipamento.

O resultado é um mapa colorido que será interpretado pelo médico, no qual, de forma grosseira, podemos analisar que quanto mais cores quentes (vermelho e laranja) aparecem, nestas partes do mapa, há maiores curvaturas. As cores frias (azul e violeta) às curvaturas mais planas. O verde representa a curvatura intermediária da corneana.


Autores:

Carla R. S. Santos
Tecnóloga Oftálmica – UNIFESP – 2010
Mestre em Ciências Visuais – UNIFESP – 2016
Coordenadora – Instituto Verter – 2017

Rodrigo G. Viana
Tecnólogo Oftálmico – UNIFESP – 2000
MBA na prática oftalmológica – Instituto da Visão – 2004
Gestor – Instituto Verter – 2005
Diretor clínico Fundação Special Olympics Brasil – 2009